Ir para o conteúdo

Prefeitura de Divinópolis e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Divinópolis
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
25
25 AGO 2021
SAÚDE
Nota de esclarecimento - Intercambialidade de vacinas contra Covid-19
A Prefeitura de Divinópolis, por meio da Diretoria de Comunicação, vem, por meio desta nota, informar que toma todas as medidas para evitar os erros de imunização, incluindo no que diz respeito à aplicação de esquema vacinal usando imunobiológicos de laboratórios diferentes (intercambialidade). 

Toda equipe de vacinação passa por treinamento e capacitação para trabalhar frente às particularidades da vacina contra Covid-19. O município de Divinópolis já administrou cerca de 217.000 doses de vacina e, até o momento, foi constatado apenas cinco erros de imunização envolvendo o uso de laboratórios diferentes. Isso representa 0,002% dos casos de vacinação.

No entanto, a Secretaria Municipal de Saúde tomou as medidas cabíveis para que os responsáveis pelo erro fossem advertidos e também realizou novos ajustes na equipe e em relação ao processo de trabalho para evitar novos erros.

Na nota técnica nº 6/2021, o Ministério da Saúde expõe sobre a análise científica de primeiros estudos avaliando a eficácia dos esquemas utilizando vacinas diferentes e aponta para resultados animadores, em que os eventos adversos foram autolimitados e não graves e que a resposta imune se mostrou robusta e eficaz. A Organização Mundial de Saúde, por sua vez, também já sinalizou para que países que tenham algum tipo de dificuldade, como por exemplo, a falta de imunobiológicos, a intercambialidade poderá ser recomendada.

No Brasil, até a presente data, o esquema vacinal contra Covid-19 utilizando a intercambialidade de vacinas está sendo adotado pelo Ministério da Saúde para algumas situações específicas, como no caso de gestantes que tenham tomado a primeira dose com Astrazeneca, no caso de imigrantes que tomaram vacina em outro país e que não está disponível no Brasil e no caso de reações adversas graves à alguma dose anterior de vacina contra Covid-19. 

Nesse sentido, o município de Divinópolis, seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, orienta que os indivíduos que por ventura venham a ser vacinados de maneira inadvertida com duas vacinas diferentes, deverão ser notificados como um erro de imunização e, deverão procurar atendimento nas unidades básicas de saúde para avaliação profissional caso surja algum evento adverso pós vacinal. 
Nesse momento, o Ministério da Saúde ainda não recomenda doses adicionais de vacinas nessas situações.


Referências
1 . Ministério da Saúde. Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à COVID-19. NOTA TÉCNICA No 6/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS de 22 de julho de 2021.
2. Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações PLANO NACIONAL DE OPERACIONALIZAÇÃO DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 | 9ª edição.
Seta
Versão do Sistema: 3.1.5 - 04/10/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia