Ir para o conteúdo

Prefeitura de Divinópolis e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Divinópolis
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
09
09 OUT 2013
Prefeito anuncia sistema de videomonitoramento no transporte coletivo
enviar para um amigo
receba notícias
O prefeito Vladimir Azevedo, acompanhado do vice-prefeito Rodrigo Resende, apresentou nesta quarta-feira (09/10), durante reunião da Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública (Acasp), o sistema de videomonitoramento dos veículos do transporte coletivo urbano de Divinópolis. As câmeras foram instaladas em 40 dos 158 ônibus que circulam pela cidade. Até o final do ano, todos os veículos serão equipados. Cada veículo recebeu quatro câmeras: uma no painel do veículo (monitora porta dianteira e parte inicial do carro), uma próxima ao motorista, outra no para-brisa dianteiro (monitora todo o itinerário) e uma próxima à roleta (monitora restante do veiculo, inclusive porta traseira). De acordo com o prefeito Vladimir Azevedo, a inovação estará à disposição das forças de segurança pública, possibilitando a identificação de criminosos e contribuindo na prevenção à criminalidade. “É mais uma inovação que coloca o nosso sistema de transporte coletivo na vanguarda do sistema nacional. Até o ano que vem, nós teremos 100% da frota com acessibilidade para cadeirantes; e isso representa uma frota ecologicamente correta em que cada ônibus polui menos que uma moto. Temos uma frota nova, um sistema de transporte coletivo licitado, já colocamos a integração a custo zero como anunciamos e, agora, trazemos essa boa nova que é a segurança nos ônibus coletivos”, destacou o prefeito. De acordo com representante da concessionária do transporte coletivo, Felipe Carvalho, foram investidos R$500 mil na implantação do sistema, beneficiando cerca de 80 mil usuários por dia. “O monitoramento será pós-operação, no qual o sistema de cartão é recolhido ao final do expediente e feito o monitoramento. Sem ocorrências, o material será arquivado por sete dias e, em caso de ocorrência, por tempo indeterminado. As câmeras registram toda movimentação antes e depois da roleta de ônibus, o itinerário externo para um eventual acidente, desvio de itinerário e, até mesmo, identificação de alguma pessoa que esteja entrando no ônibus ou criminoso”, alertou. Atendimento à população de rua Durante a reunião da Acasp, o prefeito Vladimir Azevedo assinou o Termo de Cooperação Técnica, celebrado entre a Prefeitura, Associação dos Deficientes do Oeste de Minas (Adefom) e a Associação Filantrópica Assistencial aos Carentes de Divinópolis (Asfaced), visando o acolhimento da população de rua. O documento estabelece o planejamento das ações, gestão e assistência aos moradores de rua, em conformidade com o Sistema Único de Assistência Social (Suas). Entre outras ações previstas para a segunda quinzena deste mês, a iniciativa prevê um abrigo e o treinamento das equipes de assistência ao público-alvo. “É um imenso trabalho porque toda política pública com moradores de rua foi reordenada no Brasil. Então, instalaremos, primeiro, um serviço de acolhimento com oito vagas dando fluxo para as pessoas que moram na rua. Aquelas que moram fora da cidade, nós vamos tratar como migrantes, e outras que são de Divinópolis serão acompanhadas pelos Cras e Creas. Então, é muito mais um início de articulação da rede, em parceria com a Adefom, que se responsabiliza pela gestão dos recursos humanos, e a Asfaced, que se responsabiliza pelas ações na rua, mais perto dessas pessoas e buscando uma ressocialização”, ressalta. Ainda de acordo com o Secretário, uma campanha educativa também será promovida para evitar a doação de esmolas. “Teremos também uma campanha para diminuir a doação de esmolas na cidade. Nós temos, hoje, uma política pública clara para quem realmente necessita, seja do Restaurante Popular, serviços de assistência social, Bolsa Família, entre vários outros serviços. Enfim, as pessoas não devem fazer doação de esmola nas ruas, e faremos campanha para orientá-las”, defende Paulo Prazeres.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia