Mais de 1600 famílias fazem cadastramento para o programa Divino Lar - Minha Casa, Minha Vida II

Publicado em:   02-07-2012

Créditos: Patrícia Rodrigues
Mais de 1600 famílias fazem cadastramento para o programa Divino Lar - Minha Casa, Minha Vida II

A atual administração realizou, no sábado (07/07), um plantão de atendimento para realização de cadastramento das pessoas interessadas em conquistar uma casa própria através do programa Divino Lar - Minha Casa, Minha Vida II. Foram realizadas 1.636 inscrições, com 4.040 pessoas cadastradas.
Quem quiser se cadastrar ainda poderá comparecer no Setor de Protocolo na sede da Prefeitura de Divinópolis até a próxima sexta-feira (06/07) de 8 às 16hs, levando o documento de identidade, CPF e comprovante de endereço. Podem se inscrever pessoas acima de 18 anos, com renda inferior a R$ 1.600,00.
Outra opção para quem não puder se deslocar até a prefeitura é realizar a através do site www.divinopolis.mg.gov.br , lembrando que ao optar por esta forma de cadastramento a pessoa deverá imprimir corretamente o comprovante.
Entre as pessoas que aguardavam pelo atendimento, estava a diarista Miriele Assis Vitoriano, feliz com a oportunidade. “Eu tenho três filhos e preciso muito desta casa, porque com o que eu ganho, com certeza, não daria para pagar a minha casa própria. Com uma parcela que não chega a R$ 100 eu tenho condições de pagar a prestação e sustentar a minha família. Por isso eu estou aqui para correr atrás e vou conseguir!” disse.
O vice-prefeito, Francisco Martins, destacou que esse momento é muito importante para o programa. “Esse é um passo importante, pois terminando a etapa do Minha Casa Minha Vida I, temos que fazer o levantamento de demanda para que a Caixa e as empresas se interessem em fazer projetos de habitação popular em Divinópolis. Nosso papel hoje é levantar a demanda. As inscrições vão até sexta-feira às 16hs no Setor de Protocolo da Prefeitura e até a meia noite pelo site” informou.
A aposentada, Ivonete pedrosa de Oliveira, falou também do seu sonho. “É um sonho ter minha casa própria e espero ser sorteada. Minha família é que paga aluguel para mim e eu preciso muito desta casa para tirar esse peso deles. Se eu ganhar será uma maravilha!” afirmou. E a costureira, Lúcia Helena Bernardes, lembrou das pessoas que já foram contempladas. “Ter minha casa é um grande sonho. Eu pago aluguel e isso é muito difícil. Um monte de amigas foram sorteadas e algumas já receberam as casas e eu espero conseguir também” disse.
Francisco Martins ainda explicou que não é necessário que as pessoas passem a noite na fila. “Sabemos que é muita família divinopolitana que precisa da casa, mas não precisava ninguém dormir na fila. Aqui no protocolo temos o número suficiente de guichês para atendimento e ainda oferecemos a opção da inscrição pela internet” destacou.
Israelma Mourão, trabalha com divulgação de cursos profissionalizantes, e falou sobre a a importância da casa própria para as pessoas de baixa renda. “Estou aqui trabalhando entregando panfletos e minha filha está na fila pra mim. Moro de favor e tenho duas filhas para criar. Se a gente tiver a nossa casa própria, a gente tem dignidade. Quando a gente vive de aluguel, pega quase todo nosso dinheiro todo o mês e dá em uma coisa que não é nossa. Essa ideia de fazer casas populares as pessoas que realmente necessitam é muito importante, muito válida. A gente que é pobre sabe o quando é difícil ter que pagar aluguel todo mês, recebendo um salário mínimo e tendo duas filhas para criar. Eu estive acompanhando as noticias da entrega das outras casas, até me inscrevi, mas não fui sorteada, mas fiquei feliz por quem conseguiu” afirmou.
No Minha Casa, Minha Vida I já foram entregues 463 unidades no Residencial Vila das Roseiras e nesta terça-feira (03/06) serão entregues 311 unidades do Residencial Elizabeth Nogueira. A entrega das 468 casas do Residencial Copacabana está sendo trabalhada para acontecer no mês agosto.

InicialVoltar